Desafio de Leitura – Livros de Janeiro

LIVROS JANEIRO

Vocês provavelmente já conhecem o site Goodreads. Se vocês não conhecem o Goodreads é uma rede social voltada totalmente para leitores na qual podemos compartilhar com as outras pessoas os livros que estamos lendo. Dá pra fazer avaliações, resenhas e descobrir muitas coisas interessantes.

Já há algum tempo o site lançou um desafio de leitura no qual no começo do ano você determina um número de livros que você quer ler durante aquele ano e o seu progresso vai sendo mostrado para os seus amigos no site, uma boa maneira de manter aquela resolução de ano novo, não é mesmo?

Para 2016 eu me comprometi em ler 24 livros, dois por mês, um número que eu acho razoável e a cada mês vou compartilhar essas leituras com vocês. Janeiro foi um mês bastante produtivo e nas férias já consegui ler quatro livros:

  • O Apanhador no Campo de Centeio (J.D. Salinger 1954)

Quando eu comecei o desafio eu determinei que começaria a ler livros clássicos a fim de me colocar “em dia” com os livros mais renomados. Sempre ouvi falar do Apanhador no Campo de Centeio, pois é um livro muito presente em séries e livros, especialmente nas norte-americanas servindo tanto como inspiração ou sendo apenas citado.

O livro conta a história de um adolescente rebelde e solitário que resolve fugir para a cidade após ter sido expulso do internato no qual estudava. Toda a história é contada do ponto de vista de Holden Caulfield, então podemos saber de tudo que se passa na sua cabeça durante a sua aventura. É um livro que trata sobre a adolescência, mas também sobre não se enquadrar na sociedade, não conseguir fazer amizade e se rebelar contra isso tudo.

  • O Mito da Beleza (Naomi Wolf 1991)

Esse é um livro que na minha opinião todos devem ler, especialmente as mulheres jovens. Naomi Wolf examina, através de vários exemplos, a dinâmica de poder na sociedade e como o “mito da beleza” é usada para controlar as mulheres para que elas não demandem a igualdade de direitos.

Wolf analisa questões como a indústria da dieta e das cirurgias plásticas, os códigos de vestimentas que são exigidos às mulheres e não aos homens, entre outras várias questões relacionadas ao feminismo e a autoestima.

  • Como Conversar com um Fascista (Marcia Tiburi 2015)

Marcia Tiburi analisa o cenário atual da política brasileira e diversas questões que vem a tona nas notícias e discussões online. Com a recente onda de conservadorismo avançando no país e inúmeros casos de violência contra minorias, ela propõe que a única maneira de conversar com um indivíduo fascista, ou seja, uma pessoa fechada ao diálogo e as ideias que não seja as dele, é através da adoção de uma política oposta: a do diálogo e da não violência.

  • A Redoma de Vidro (Sylvia Plath 1963)

Outro livro famoso que faz tempo que queria ler. Marcando uma grande presença na cultura pop, até Lisa Simpson já leu a Redoma de Vidro. O livro, conta a história de Esther Greenwood, uma jovem aspirante a escritora que se muda para Nova Iorque para um estágio em uma famosa revista. Apesar ter o emprego dos sonhos, vivendo uma vida em hotéis, eventos e almoços e jantares de luxo, uma carreira promissora e muito talento, Esther tem uma postura indiferente, até mesmo niilista em relação a sua vida.

O livro trata de assuntos como doença mental, depressão e suicídio de uma forma sincera e sensível, nos colocando na mente de Esther, e também na mente de Plath.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s